QUAIS TÉCNICAS MINIMAMENTE INVASIVAS ESTÃO DISPONÍVEIS PARA O TRATAMENTO DAS PATOLOGIAS LOMBARES?

RIZOTOMIA FACETÁRIA POR RADIOFREQUÊNCIA:

A rizotomia percutânea por radiofrequência é uma técnica muito utilizada para controle das dores de origem facetárias localizadas comumente na coluna lombar e cervical. Geralmente este tipo de dor ocorre principalmente ao movimento de extensão da coluna (por exemplo aquela dor que sentimos ao se levantar da cadeira), a qual se dá por uma artrose facetária, um desgaste na articulação que promove o movimento da coluna).

Através deste procedimento ocorre uma lesão térmica das estruturas sensitivas que inervam as articulações facetárias da coluna. Comumente, o procedimento de rizotomia percutânea por radiofrequência é indicada após à realização dos bloqueios químicos seletivos do local e quando há resposta positiva é indicado este procedimento por apresentar um efeito mais duradouro.

MICRODISCECTOMIA TUBULAR

Através de pequenas incisões na pele com auxílio de afastadores-retratores acessamos o disco para retirada da hérnia diminuindo os danos nos tecidos moles/musculatura.

CIFOPLASTIA (PARA TRATAMENTO DE FRATURAS):

A cifoplastia foi elaborada para a estabilização cirúrgica das fraturas vertebrais por osteoporose torácicas e/ou lombares ocorridas dentro de três meses do início da dor ou da fratura (indicação chave). Em casos induzidos pelo uso de esteroides, o tempo pode ser estendido até 6 meses da fratura. É indicada principalmente quando há dor grave que interfere nas atividades do paciente, quando a dor não é controlada por medicamentos analgésicos orais ou quando a dor é localizada no nível da fratura. Muitos pacientes com fraturas vertebrais por osteoporose de 3 a 6 meses também podem realizar a cifoplastia devido a fraturas subagudas dentro do corpo vertebral osteoporótico, que é remodelado pela cifoplastia. Também pode ser indicada em casos de hemangiomas vertebrais que causam colapsos vertebrais ou déficits neurológicos como resultado da extensão interna do canal espinal e fraturas patológicas por compressão causadas por metástases.

CIRURGIAS DE ARTRODESE/FIXAÇÕES PERCUTÂNEAS:

A fixação ou instrumentação da coluna tem o objetivo de promover a estabilidade da coluna até que a consolidação/fusão óssea seja alcançada, mantendo seu alinhamento sagital e coronal e permitindo uma mobilização precoce sem risco de lesão neurológica. A instrumentação da coluna tem aplicação direta em uma grande variedade de doenças da coluna cervical, torácica ou lombar. Sejam elas traumáticas, degenerativas, tumorais e deformidades. O objetivo final é obter a artrodese, ou seja, fusão dos segmentos alvo. A técnica cirúrgica com adequado preparo do leito ósseo e articular com uso de enxerto ósseo é fundamental.

AGENDE SUA CONSULTA AGORA

Nós tratamos uma série de problemas da coluna vertebral: Hérnia de disco, Dor nas Costas, Dor Ciática, Estenose do canal, Escoliose, Cifose, Fraturas na Coluna, Dor na Coluna Cervical, Dor na Coluna Lombar, Espondilolistese, etc.

Telefone:

(11) 3459-2128

Whatsapp:

(11) 99960-1592

Email:

Endereço:

Av. Pompéia, 634 cj 215– Pompéia
Ed. Vitrine Offices – São Paulo – SP
CEP 05022-000
Estacionamento com vallet.