O QUE É A ESTENOSE DO CANAL VERTEBRAL?

A estenose do canal vertebral é um estreitamento anormal que ocorre no centro canal vertebral ou em suas regiões laterais como o recesso lateral e forames vertebrais. Tem como resultado a compressão do saco dural/medula e/ou das raízes nervosas.

QUAL A CAUSA DA ESTENOSE DO CANAL VERTEBRAL?

A causa mais comum é a estenose degenerativa adquirida do canal. Essa degeneração ou “desgaste” ocorre de forma progressiva nas estruturas da coluna levando a um colapso do disco, hipertrofia das facetas (articulações entre as vértebras) e dos ligamentos diminuindo o espaço para estruturas nervosas. O estreitamento/estenose do canal vertebral também pode ser congênito, envolvendo condições genéticas como acondroplasia. Outras doenças também podem causar estenose ou estarem associadas como: escolioses e espondilolisteses degenerativas.

QUAIS OS SINTOMAS DA ESTENOSE DO CANAL VERTEBRAL?

A idade de início dos sintomas é variável, mas são comuns entre a quinta e sexta décadas. Os pacientes apresentam muitas vezes dor lombar, dor e rigidez nas nádegas, cãimbra e sensação de cansaço nas pernas que pioram ao andar e ficar em pé (claudicação neurogênica). Muitas vezes tem que fletir o tronco ou sentar para apresentar alivio da dor.

COMO A ESTENOSE DO CANAL VERTEBRAL É DIAGNOSTICADA?

O diagnóstico inicialmente é clínico. É possível confirmar o diagnóstico com exames de imagem como radiografias, tomografia computadorizada e resson ncia magnética. A indicação de cada exame deve ser realizada pelo médico.

QUAL É O DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA ESTENOSE DO CANAL VERTEBRAL?

Os diagnósticos mais comuns que podem causar sintomas semelhantes são: hérnia de disco, síndrome da cauda equina, tumores, infecções, fraturas, insuficiência vascular e neuropatia periférica.

QUAL O TRATAMENTO PARA A ESTENOSE DO CANAL VERTEBRAL?

O tratamento conservador envolve um rigoroso programa de fisioterapia e reabilitação motora da coluna, enfatizando alongamentos e fortalecimento da musculatura encurtada lombar, abdominal e de membros inferiores. A estabilização postural também é fundamental.

QUAIS SÃO AS INDICAÇÕES PARA CIRURGIA DA ESTENOSE DO CANAL?

A cirurgia está indicada em pacientes com estenose grave e dor intratável, e naqueles em que o tratamento conservador não alcança sucesso. A presença de déficit neurológico progressivo também é uma indicação objetiva.

COMO É O TRATAMENTO CIRÚRGICO DA ESTENOSE DO CANAL?

O tratamento cirúrgico envolve a remoção das estruturas que estão causando a compressão das estruturas nervosas (saco dural e raizes) – lâmina, ligamento amarelo, recesso lateral, forame. Tudo depende do local da compressão que está causando os sintomas. Muitas vezes, dependendo do grau da compressão, pode ser necessária a fusão lombar.

 

Confira um vídeo de um caso de estenose do canal em que foi possível a realização de um procedimento minimamente invasivo por vídeo (endoscopia de coluna):

 

6c

AGENDE SUA CONSULTA AGORA

Nós tratamos uma série de problemas da coluna vertebral: Hérnia de disco, Dor nas Costas, Dor Ciática, Estenose do canal, Escoliose, Cifose, Fraturas na Coluna, Dor na Coluna Cervical, Dor na Coluna Lombar, Espondilolistese, etc.

Telefone:

(11) 3459-2128

Whatsapp:

(11) 99960-1592

Email:

Endereço:

Av. Pompéia, 634 cj 215– Pompéia
Ed. Vitrine Offices – São Paulo – SP
CEP 05022-000
Estacionamento com vallet.