O QUE É A HÉRNIA DE DISCO LOMBAR?

Hérnia de disco lombar é o termo utilizado para definir um deslocamento anormal do disco intervertebral na região lombar da coluna vertebral. Esse deslocamento pode ou não causar sintomas em algumas pessoas.

A coluna é formada por uma série de ossos chamados vértebras. O disco é um tecido fibrocartilaginoso que se localiza entre as vértebras e atua como um amortecedor entre elas. É formado por uma capa externa mais dura chamada de “ânulo fibroso” e no centro por um líquido similar a um gel chamado de “núcleo pulposo”.

A medida que as pessoas envelhecem, o disco pode começar a perder o conteúdo líquido do núcleo, diminuindo a função de amortecimento. Esta situação pode resultar no deslocamento do núcleo do disco, também chamado de hérnia de disco, através de uma fissura da camada externa e pode exercer pressão nos nervos da coluna.

A maioria das hérnias de discos se produzem na região da coluna lombar devido a constante movimentação e carga do corpo, e pode causar dor, dormência, formigamento e/ou fraqueza nos membros inferiores, como coxas, pernas e pés, chamado de ciática.

Dor nas Costas

QUAIS OS SINTOMAS DA HÉRNIA DE DISCO LOMBAR?

Quando os pacientes apresentam uma hérnia de disco lombar, a dor geralmente começa na região da coluna lombar e se irradia para nádegas, coxas, pernas podendo chegar até os pés (segue o trajeto da raiz nervosa comprimida pela hérnia de disco – chamada dor radicular). A dor pode ser intermitente ou contínua. Em geral, a dor aumenta com atividades de flexão do tronco e na posição sentada. Os pacientes podem apresentar fraqueza e parestesia (formigamento) no trajeto da raiz nervosa envolvida.

COMO A HÉRNIA DE DISCO LOMBAR É DIAGNOSTICADA?

O exame de excelência para o diagnóstico é a ressonância magnética, porém deve ser solicitada apenas em casos selecionados e após um exame clínico completo que leve a suspeição do diagnóstico.

dor nas costas3

QUAL O TRATAMENTO PARA HÉRNIA DE DISCO?

O tratamento conservador (não cirúrgico) envolve um vigoroso programa de reabilitação motora através da fisioterapia, medicamentos (analgésicos, anti-inflamatórios, corticóides, etc), acupuntura para controle da dor, alongamentos da musculatura encurtada lombar, abdominal e de membros inferiores além de trabalhos posturais (reeducação postural global – RPG). Aproximadamente 90% dos pacientes apresentam resolução clínica completa com o tratamento conservador.

QUAIS SÃO AS INDICAÇÕES PARA CIRURGIA DA HÉRNIA DE DISCO?

A cirurgia está indicada em pacientes com dor intratável, naqueles em que o tratamento conservador não alcança sucesso, nos pacientes que apresentam déficit neurológico, e na síndrome da cauda equina.

Que saber quais tratamentos disponíveis? Acesse Infiltrações na Coluna, Endoscopia da Coluna e Cirurgia de Hérnia de Disco.

O QUE É SÍNDROME DA CAUDA EQUINA?

A síndrome da cauda equina é uma grande hérnia discal na linha média que pode comprimir várias raízes da cauda equina; ocorre em uma parcela bem pequena dos pacientes com uma hérnia discal. O disco L4-L5 é o mais acometido. Os pacientes se queixam de dor lombar, irradiação para as pernas, muitas vezes acompanhada de perda de força nos membros e anestesia no períneo/nádegas associada a incontinência – perda urinária. A intervenção cirúrgica imediata é o tratamento de escolha.

AGENDE SUA CONSULTA AGORA

Nós tratamos uma série de problemas da coluna vertebral: Hérnia de disco, Dor nas Costas, Dor Ciática, Estenose do canal, Escoliose, Cifose, Fraturas na Coluna, Dor na Coluna Cervical, Dor na Coluna Lombar, Espondilolistese, etc.

Telefone:

(11) 3459-2128

Whatsapp:

(11) 99960-1592

Email:

consulta@colunasp.com.br

Endereço:

Av. Pompéia, 634 cj 215– Pompéia
Ed. Vitrine Offices – São Paulo – SP
CEP 05022-000
Estacionamento com vallet.